T568b vs t568a

Desde que cada cabo seja internamente consistente (ou seja, permaneça o mesmo padrão para cada extremidade de um único pedaço de cabo), isso geralmente não importa. Existem três exceções:

1) Na Ethernet 10M e 100M, o que importava eram os pinos 1/2 e 3/6. As taxas de torção precisam ser diferentes por par de qualquer maneira (para minimizar a diafonia); portanto, havia cabos nos quais os pares de cores preferidos para 1/2 e 3/6 em seu padrão de fiação eram cat5 e os outros pares eram cat3 ou menos. . Geralmente, esse não é mais o caso; eles têm diferentes taxas de torção, mas todos estão dentro das especificações do cabo. Esse tipo de cabo de baixa qualidade era bem raro, eu acho; Eu só vi duas vezes e no cabo chinês mais barato.

2) Pacotes multipares (por exemplo, 25 pares), onde você pode ter preocupações sobre quais cabos entram na tomada de parede. O cabo de 25 pares para Ethernet caiu amplamente em desuso quase duas décadas atrás, por volta do tempo de 100base-T. Geralmente, você não encontrará cabos como este, certificados pela Cat 5e, e muito menos pela Cat 6, para operar com alta Ethernet de 100M ou 1G por qualquer comprimento real. Geralmente, o multipar deve ser deixado para telefonia, e o cabeamento vertical entre pisos deve ser substituído por fibra.

3) As taxas de torção para as diferentes cores são distintas (em cerca de 10%) para evitar diafonia. Se você estivesse usando um cabo de 50m conectado como T568B e conectado a um sistema de parede de 50m conectado como T568A, é concebível que a incompatibilidade nas taxas de torção causasse reflexos no ponto da interface, onde o par laranja em 3/6 faz interface com o verde par em 3/6. Na prática, isso essencialmente nunca é um problema. Talvez isso seja um problema se você estiver executando algo diferente da Ethernet - com PHY menos sofisticado. As diferenças de cabo físico, terminação, ligação e manutenção da taxa de torção no cruzamento provavelmente importam muito mais. Não sei ao certo como você calcularia o problema para ver se seria um problema.

Obviamente, a Ethernet Gigabit (e a Ethernet 10G), que é basicamente a única velocidade que alguém se incomodaria hoje, usa todos os 4 pares em um cabo. Com isso, não há risco de alguém rodar nada além de ethernet em um determinado cabo.