Qual é a principal diferença entre direitos convencionais e direitos morais?

Isso pode ficar um pouco filosófico, mas vamos tentar reduzir isso ao senso comum.

Eu definiria assim:

Um direito convencional é aquele que permite uma certa liberdade individual sem violar os direitos de um concidadão. Geralmente, eles são concedidos e formulados pelo órgão governante da nação em que você reside. Existem alguns direitos convencionais que podem não ser benéficos. mas necessário. Por exemplo, o direito de dirigir um automóvel. Infelizmente, esse “direito” produz 40.000 mortes por ano e muitos, muitos mais ferimentos permanentes. O direito de "abusar" do álcool, se assim o desejar (pode resultar em questões legais). O direito de exercer uma preferência sexual entre adultos que consentem.

Agora, um direito "moral" é um direito inerente que não deve estar sujeito à intervenção do governo civil. O direito de manter um emprego, o direito de obter comida, roupas e abrigo, o direito de defender sua vida. É claro que existem mais, mas acredito que defini esses dois termos neste momento.

Imagine que você e seus colegas exploradores acabaram de desembarcar em outro planeta. Você diz: OK pessoal, estamos por nossa conta. O que deveríamos fazer? Devemos nos bater? Transformar-se em selvagens? Canibais?

Ou deveríamos reconhecer que cada um de nós é um ser humano individual com apenas uma razão para nos guiar, com o requisito de criar um código de moralidade, de ser livre para agir pacificamente em nosso próprio julgamento? Devemos reconhecer que a vida é boa? Devemos reconhecer que a convivência pacífica é adequada para o homem? Que a sobrevivência pacífica é moral?

Que tal se dermos outro significado à palavra "certo"? Digamos que nossa exigência de liberdade seja um direito inalienável? Inalienável porque esse requisito não pode ser alienado; isso não vai embora.

E então vamos escrever algumas leis e criar um governo que respeite e proteja nossos direitos.

Então, nós temos direitos morais.

Então, escrevemos tudo da melhor maneira possível, mas, infelizmente, nossos bisnetos não entenderam ou decidiram ignorá-lo e disseram: Ei, queremos ter todos os tipos de guloseimas. Vamos fazer uma convenção e inventar mais alguns direitos. Queremos ter educação gratuita, comida e moradia gratuitas para pessoas pobres e assistência médica gratuita. Vamos criar mais alguns direitos do nada e transformá-los em lei e o governo terá que nos dar todo esse material gratuito. Quão? Quem se importa? Roubar um pouco mais de todas aquelas pessoas ricas. Faça com que se sintam culpados por serem ricos. Não é problema nosso.

Então agora temos direitos convencionais - direitos criados por uma convenção.

Quais direitos são verdadeiros e bons e levam à liberdade e prosperidade? E quais direitos levam à pobreza, miséria e morte?