Qual é a diferença entre uma instituição de caridade e uma fundação?

Vamos tentar iniciar este.

É criada uma instituição de caridade para resolver uma necessidade específica da sociedade que, por si só, precisa ser erradicada - por exemplo, erradicar a poliomielite. Isso faz da instituição de caridade uma empresa / organização que se autodestrói quando é finalmente bem-sucedida em atingir seu objetivo.

Normalmente, é criada uma fundação para satisfazer objetivos de caridade, que existem muitos e variados, mas geralmente são inespecíficos ou seguem uma área de interesse, mas geralmente não são instituições de caridade específicas, por exemplo, falta de moradia, mas não instituições de caridade que trabalham nessa área o tempo todo.

espero que ajude

Instituições de caridade públicas e fundações privadas são os dois tipos de 501c3s. As doações para ambos são dedutíveis nos impostos. Uma fundação privada não é realmente definida na lei tributária do IRS, mas é definida pelo que não é: é uma 501c3 que não se qualifica como instituição de caridade pública.

Costumo me concentrar em duas grandes diferenças entre fundações privadas e instituições de caridade públicas. 1) As fundações privadas geralmente recebem financiamento de um pequeno grupo, geralmente uma família / doador. Na maioria dos casos, instituições de caridade públicas devem arrecadar 1/3 de seus fundos junto ao público em geral.2) As fundações privadas podem ser governadas por um pequeno grupo; em alguns casos, apenas 1 diretor (como na estrutura corporativa de Delaware). As instituições de caridade pública devem ser governadas por um conselho que seja amplamente representativo das comunidades às quais serve.

Como se pensa que o público que doa para a organização e atua no conselho fornece mais supervisão a uma instituição de caridade pública do que uma única família que financia e governa uma fundação privada, as fundações privadas estão sujeitas a maior regulamentação e restrição pelo IRS.

Algumas outras diferenças: Instituições de caridade públicas tendem a operar seus próprios programas. As fundações privadas tendem a conceder primariamente a terceiros para realizar os programas. a Fundação Susan G. Komen (uma instituição de caridade pública) e todas as fundações comunitárias (que também são instituições de caridade públicas).