Qual é a diferença entre um sexto acorde maior e um 13º acorde maior, e o que é acordes 11 e 9?

O 13º major inclui o 9º e o 11º. É uma prática recomendada incluir todas as tensões no símbolo do acorde. CMaj7 (9, # 11,13) ou um policordo. Muitas vezes você quer apenas o 9º e o 13º, mas não o nº 11. 9º é apenas o 9º sobre um domínio. 11 é mais para um acorde menor. Muitas vezes, não é anotado. Muito comum para acordes menores da 7ª. Em uma chave principal, o 11º é frequentemente um acorde sus e é um acorde dominante.

O sexto acorde às vezes é chamado de "sexto adicionado". Basta tocar um acorde e adicionar um sexto. (Adicione A acima de um acorde C.) É um acorde de descanso.

O 13º acorde também possui o 7º. Toque um G7 e adicione E. Geralmente é dublado com o 13º no topo. Existem dois intervalos de um sétimo, de G a F e F a E. Este é um acorde de grande tensão. O 11º quase nunca está incluído, devido ao conflito entre o 3º (B) e o 11º (C). O dia 9 é opcional.

Um décimo primeiro acorde também é um acorde de tensão. Geralmente substitui o 11º pelo 3º, por causa do conflito entre o 3º (B) e o 11º (C). Se o 9º estiver presente, chamo-o de 11º acorde. Se o 9º não estiver lá, chamo de sus4. G7sus4 inclui G, C, D, F. G11 inclui G, D, F, AC

Um nono acorde também é um acorde de tensão. G9 inclui G, B, D, F, A. O nono também pode ser dublado em um 2º abaixo do 3º (G, A, B, F). Essa voz é rica o suficiente sem ter o quinto lugar para aguentar. Deixe uma oitava entre G e A. É uma má idéia expressar a 9ª mais que a oitava abaixo da 3ª. Se o 7º não estiver presente, chamo-lhe um acorde de 2. (G, D, A, B ou C, G, D, E). G2 ou C2 é um acorde de descanso.

Qualquer acorde que inclua um sétimo menor acima da raiz é um acorde de tensão. Qualquer acorde G que inclua F precisa ser resolvido para algum tipo de acorde C (ou um substituto como A menor). Isso é verdade no jazz e no clássico, mas não no blues. O blues quebra todas as regras.

Existe um sistema que faz você supor que, se um acorde tiver um grau maior que o 7º, ele também terá um 7º menor, mesmo que não seja declarado. Então A13 significaria A7 (9 11 13) e A6 significaria A add6 (e às vezes também maj7, mas nunca um sétimo menor!)

11 é add4 COM menor 7. 9 é add2 COM menor 7.

7º maior: Esta é uma tríade menor ou maior com um intervalo maior 7º maior (a nota meio passo abaixo da raiz do acorde). Muitas vezes, é declarado mais curto como "maior": portanto, um acorde "g menor maior" é G-Bb-DF #. Pode ser confuso quando você diz para tocar “D maior”, porque isso pode significar “tocar a tríade DF # -A” ou “tocar a sétima tríade principal DF # -A # -C #”.

13º Maior / 9º Maior /…: Neste caso, é a forma mais curta mencionada acima. O "maior" refere-se ao 7º no acorde e não tem nada a ver com o 13º / 9º ou outras opções. Novamente, se alguém estiver falando sobre um acorde "G maior 13º", ela pode significar GBDFAE (um acorde "G13") ou ela pode significar um GBDF # -AE (um acorde "Gmaj7,13").

Essa deve ser uma pergunta simples, mas não é porque os símbolos dos acordes nunca foram padronizados.

Em geral, números acima de 7 (9,11,13) indicam que o 7º também está presente. Então C13 indica um acorde C7 com o 13º adicionado. O dia 9 também pode ser incluído.

Números abaixo de 7 (2,4,6) assumem que nenhum sétimo está presente.

Obviamente, há exceções à regra. C7sus4 tem um 7º e um 4º, mas nenhum 3º e C 6/9 tem um 6º e 9º, mas não 7º.

O terceiro padrão é Maior e o sétimo padrão é menor. Então C7 tem um terceiro maior e um sétimo menor. Maior está escrito indica 7º maior, Menor indica 3º menor. Portanto, o CmMa7 tem um terceiro menor e um sétimo maior.

Aumentado (+) refere-se ao quinto aumento

Diminuído (º) significa um quinto e um terceiro menores diminuídos. O sétimo também é diminuído se presente

Meio diminuído (ø) significa um terceiro menor e um quinto diminuto, a tríade diminuída, com um sétimo menor.

As alterações são indicadas com um plano ou nítido.

Na minha vida, o 13º acorde principal não aparece com muita frequência. O 13º é o sexto, então a presença do sexto é a diferença entre o 13º maior e o 7º maior.

Sou tecladista, então vou falar sobre os acordes da perspectiva de tocá-los no piano.

Por exemplo, Cmaj7 = CEG B. Cmaj13 = CEGB A. Normalmente, eu tocava uma voz aberta sem raiz para este último, de baixo a alto: BEA, abrangendo o meio C. Se eu tocasse com a mão direita, eu consegui a raiz C com a esquerda e normalmente não se incomoda com o quinto G. Se eu o tocasse com a mão esquerda, deixaria as notas de baixo para o baixista e não olharia para trás.

Um nono acorde é um acorde com um nono, também conhecido como segundo. Escrito sem qualificação, geralmente se refere ao nono dominante. Então, C9 = CEG Bb D. Essas são as cinco notas da escala pentatônica dominante, por isso é bom tê-las na ponta dos dedos. Como um acorde, novamente uma voz aberta sem raízes de E Bb D, montada em C médio, é a minha voz padrão.

Eu realmente não sei nada sobre jazz, mas eis como eu o falsifico: toco acordes notados como sétimos dominantes como nonos ou treze, com as vozes abertas e sem raízes que se estendem pelo meio C. Para os 7ºs principais, eu adiciono o 9º. Jazz instantâneo.

Algumas pessoas, erroneamente na minha humilde opinião, usam C9 para se referir a Cadd9 = CEGD, sem um sétimo. Também é conhecido como Cadd2, ou no mundo Steely Dan, C

[math]\mu[/math]

. Esse é um dos meus favoritos. Eu o substituo pelo acorde de baunilha principal correspondente o tempo todo. A voz normalmente é fechada: DEG ou CDE G. É como pegar o piano. A voz aberta também é ótima: EGD, com C na mão esquerda.

Há também o acorde C69 = CEGAD, que é incrível. Você pode expressar C na mão esquerda, EGAD na direita. É jazz sem sétimo. Tem todos os tons no pentatônico principal.

O 11º é o 4º. Novamente, sem qualificação, refere-se ao 11º dominante. C11 = CEG Bb F. A voz aberta sem raiz é F Bb E. Na prática, você vê C # 11 com mais frequência, CEG Bb F #.

Você não perguntou, mas é bom saber que o 11º menor é todos os tons do pentatônico menor: Am11 = ACEG D. Em11 é o que você obtém quando toca as cordas abertas de uma guitarra - a barra se move para a outra raízes. Este é o acorde "So What". Lá Em11 é dublado EA (abaixo do meio C) com a mão esquerda, DGB com a direita. (Essas são as cordas abertas de um violão, mas é melhor no 12º traste.)

O que estou retransmitindo aqui é um pouco diferente do que me ensinaram. Fui ensinado a continuar empilhando terços até você chegar ao número, por exemplo, C13 = CEG Bb DF A. Não sei se isso está certo ou errado, mas não o faço mais. Eu apenas trato os acordes com os números altos como o sétimo correspondente mais o tom adicional. Outras pessoas podem discordar.