Qual é a diferença entre o erro tipo i e o valor p na inferência estatística?

A preparação é boa, com a ajuda de que ensina técnicas comuns para estudar, um obrigado para disciplinar suas idéias. consciência para um cristão é entender a consciência, entender o seu Deus, Sua natureza, Sua vontade, Sua visão sobre as questões. know-how é descobrir os problemas da perspectiva de Deus e colocá-los em ação. a consciência é grande, mas muito disso pode inflá-lo caso você não o neutralize mais com o fruto do Espírito. Você já entendeu uma pessoa que é muito culta, mas não tem temperança nem amor? Sua consciência é apenas sobre o interior ineficaz a longo prazo. ainda know-how? você se depara com isso e sua alma deve ficar, com a ajuda do fato, uma vez que você encontre o know-how, você se depara com a maneira como o próprio Deus parece em um projeto. Provérbios 3: pelo saber o Senhor lançou os alicerces da terra, pelo saber ele estabeleceu os céus; através de sua consciência, as profundezas aquosas foram divididas, e as nuvens permitem que o orvalho caia.

O valor p é a probabilidade do tipo I, portanto, eles estão relacionados. O erro tipo I é uma ocorrência (rejeite H0 quando for de fato verdadeiro), o valor p representa a chance disso acontecer.

Muitos desses processos não têm soluções de "forma fechada", o que significa que não há solução algébrica. Por exemplo, para encontrar a área entre z = 1 e z = 2 você tem que integrar funções (cálculo) como e ^ (- z ^ 2/2) - não há fórmula algébrica para sua antiderivada, então você não pode resolver este problema algebricamente. Na melhor das hipóteses, você pode aproximar a integral - as maneiras mais comuns são usar a série de Taylor (ou outra) no integrante e, em seguida, integrar os termos ou usar a aproximação de área como a regra trapezoidal, a regra de Simpson ou métodos de Netwon-Coates. As tabelas que você encontra (no final dos livros) são um resumo desse processo: alguém fez isso de uma vez por todas e depois imprimiu os resultados em tabelas para uso de todos. Hoje em dia a tecnologia está programada, seja com as tabelas, seja com o processo.

como posso converter a correlação r, estatísticas F e estatísticas t em valor p manualmente? quero dizer, não por software / programa ou outro processo automatizado?