Qual é a diferença entre fissão nuclear e decaimento radioativo?

A fissão nuclear é o processo no qual os núcleos instáveis ​​pesados ​​se dividem em dois núcleos mais leves e estáveis. A fissão nuclear ocorre principalmente na forma de processos naturais (decaimento radioativo espontâneo) ou reação nuclear induzida dentro de reatores onde núcleos instáveis ​​são bombardeados com partículas subatômicas para aumentar ainda mais a instabilidade nuclear (aumentando a massa atômica). O decaimento radioativo espontâneo é onipresente na crosta terrestre devido à presença de isótopos radioativos naturais e é a principal fonte de energia térmica que alimenta a atividade vulcânica no interior.

A fissão nuclear é o processo no qual os núcleos instáveis ​​pesados ​​se dividem em dois núcleos mais leves e estáveis. A fissão nuclear ocorre principalmente na forma de processos naturais (decaimento radioativo espontâneo) ou reação nuclear induzida dentro de reatores onde núcleos instáveis ​​são bombardeados com partículas subatômicas para aumentar ainda mais a instabilidade nuclear (aumentando a massa atômica). O decaimento radioativo espontâneo é onipresente na crosta terrestre devido à presença de isótopos radioativos naturais e é a principal fonte de energia térmica que alimenta a atividade vulcânica no interior.

A fissão nuclear é o processo no qual os núcleos instáveis ​​pesados ​​se dividem em dois núcleos mais leves e estáveis. A fissão nuclear ocorre principalmente na forma de processos naturais (decaimento radioativo espontâneo) ou reação nuclear induzida dentro de reatores onde núcleos instáveis ​​são bombardeados com partículas subatômicas para aumentar ainda mais a instabilidade nuclear (aumentando a massa atômica). O decaimento radioativo espontâneo é onipresente na crosta terrestre devido à presença de isótopos radioativos naturais e é a principal fonte de energia térmica que alimenta a atividade vulcânica no interior.

A fissão nuclear é o processo no qual os núcleos instáveis ​​pesados ​​se dividem em dois núcleos mais leves e estáveis. A fissão nuclear ocorre principalmente na forma de processos naturais (decaimento radioativo espontâneo) ou reação nuclear induzida dentro de reatores onde núcleos instáveis ​​são bombardeados com partículas subatômicas para aumentar ainda mais a instabilidade nuclear (aumentando a massa atômica). O decaimento radioativo espontâneo é onipresente na crosta terrestre devido à presença de isótopos radioativos naturais e é a principal fonte de energia térmica que alimenta a atividade vulcânica no interior.

Na fissão nuclear, um núcleo muito pesado se divide (fissão) em 2 ou 3 partes. Isso é altamente improvável em algo mais leve que o tório. A fissão poderia ser natural (o núcleo era instável para iniciar) ou induzida por bombardeio de partículas. A fissão natural de urânio-235 ocorre o tempo todo na Terra, mas em concentrações muito baixas. Fissão nuclear induzida é o que faz os reatores nucleares funcionarem; um átomo de urânio-235 absorve um nêutron e depois produz uma fissão produzindo mais nêutrons para causar mais fissões.

No decaimento radioativo, um núcleo é instável e alcança um estado mais estável ao transformar seus núcleos (prótons e nêutrons). Todo elemento possui isótopos radioativos, desde o hidrogênio até o elemento que criar no próximo ano. O decaimento radioativo pode ser de vários tipos, dependendo do motivo pelo qual o núcleo é instável; alfa, beta, gama, pósitron, etc. A fissão natural também é uma forma de decaimento radioativo, de modo que os dois conceitos se sobrepõem.

O decaimento radioativo é um processo bem compreendido, mas é aleatório. Podemos prever com muita precisão que porcentagem de uma massa de átomos radioativos decairá na próxima hora, mas não podemos prever quando um átomo individual decairá (só obtemos probabilidades para isso).

A fissão nuclear espontânea é um dos modos possíveis de decaimento nuclear para alguns dos nuclídeos muito grandes. A fissão nuclear induzida não é a mesma, porque é desencadeada pelo impacto de um nêutron em um núcleo suscetível. Esse é o tipo de fissão nuclear envolvida em usinas nucleares de fissão e armas nucleares porque, em algumas circunstâncias, mais nêutrons são produzidos, o que pode induzir mais fissões - uma reação em cadeia.

É fácil imaginar que o processo de fissão nuclear induzida é um processo em duas etapas, no qual o nêutron é absorvido no núcleo grande, transformando-o em um tipo de nuclídeo que passa por fissão espontânea. No entanto, esse não é o caso. A energia cinética do nêutron impactante perturbará o núcleo, aumentando muito a probabilidade de uma fissão imediata.