Qual é a diferença entre amar alguém como um bom amigo e amar alguém como parceiro de vida?

Sou uma das pessoas que acredita que meu parceiro também deve ser meu bom amigo. Para sua pergunta, eu diria que eles são amigos, com os quais podemos manter conversas longas, divertidas e argumentativas, porque são amigos e podem entender o que nossos parceiros podem não entender, como uma esposa grávida pela primeira vez, o parceiro pode não entender tudo. ela está passando e ele / ela poderia ajudar, mas sua amiga é mãe duas vezes, para que ela possa orientar e compartilhar seus pensamentos durante a gravidez

Isso não significa que ela esteja amando mais a amiga do que o parceiro, mas apenas o grau de amor.

Bom amigo é um sorvete

Parceiro de vida é uma salada de frutas com sorvete

Bom amigo

: Você gosta de passar tempo, fazer piadas, viajar por lugares e compartilhar histórias. E sim, fazer parte de dores e ganhos.

Companheiro:

O parceiro de vida é obviamente um bom amigo. No entanto, aqui você compartilha valores semelhantes em porcentagem mais alta do que compartilha com um amigo. E, no caso de parceiro de vida, ambos pretendem seguir o mesmo caminho para alcançar seus respectivos objetivos e experimentar a vida. Além disso, a atração física tem um papel a desempenhar que está faltando no caso de um bom amigo.

Realmente não precisa haver nenhuma diferença. Sim, se você tem um parceiro de vida, é provável que exista um relacionamento sexual, mas com um bom amigo você pode ter dimensões desse relacionamento que são fracas ou inexistentes com um parceiro de vida.

Todo relacionamento nos oferece algo que os outros não podem, e a ideia de que devemos tratá-los como fundamentalmente diferentes não faz sentido. Não durmo com a senhora que mora ao lado, mas discuto questões médicas com ela (ela era especialista em enfermagem) muito mais do que com minha outra metade. Não durmo com meu amigo Keith, mas posso conversar sobre futebol pelo tempo que quiser - minha metade superior odeia futebol!

Sim, alguns relacionamentos são mais valiosos para nós do que outros, mas isso não significa que não possamos sentir amor por alguém que não seja nosso parceiro de vida. O final, certamente, é que temos um amor pela humanidade. Sei que estou sonhando aqui, mas é exatamente isso que algumas pessoas têm, e acredito que a maioria, se não todos, pode conseguir.

Sempre temos tantos relacionamentos diferentes em nossa vida e, dependendo de sua natureza, temos que nos comportar e dar justiça a eles.

Como filha ou filho, irmã ou irmão, marido ou esposa, professora ou estudante, chefe ou subordinado ... .. assim por diante.

Fora de todos os relacionamentos, ser amigo é uma história completamente diferente. Os limites desse relacionamento são muito flexíveis. É a única relação em que o conforto é de extrema importância, porque não devemos entregar, mas desfrutar da beleza que nosso amigo nos aceitará, seja lá o que for no verdadeiro sentido e, em troca, não somos obrigados a entregar nada específico.

Mas quando essa relação se transforma em algo como parceiro de vida, as coisas dão um passo um pouco diferente.

As expectativas se tornam base de relação e, em seguida, oferecem certas vantagens e algumas desvantagens. Basicamente, a partir da relação sem fronteiras se torna uma relação enquadrada. Nessa relação, sentimentos intensos e a realidade do terreno precisam viajar de mãos dadas. Quem entende esse fato vive feliz por toda a vida e quem não entende pode ter uma vida infeliz no casamento.

Só por uma questão de informação adicional, o meu era o casamento amoroso em 1989 e eu não estava ciente de todas essas complicações, então nos primeiros dias estávamos fazendo voos regulares. Ao longo do período, entendemos e depois nossas lutas evaporaram e poderíamos continuar sendo bons amigos também.