Qual é a diferença entre ações e participações os acionistas são iguais aos acionistas ou vice-versa?

Um acionista é alguém que possui propriedade (ou seja, ações) da sua empresa. Eles são incentivados a fazer o possível para fazer a empresa crescer. Assim como a empresa cresce em valor, o mesmo ocorre com o valor de suas ações. Por exemplo, se eu possuo ações em uma empresa, independentemente de ela ser pública ou pré-IPO, quero fazer todo o possível para ver seu valor subir para poder vender minhas ações quando as condições forem favoráveis ​​para mim.

Uma parte interessada é alguém que não possui propriedade da sua empresa, mas é incentivado a fazer o possível para que a empresa tenha sucesso, pois, como resultado, criará condições desejáveis ​​para qualquer agenda que possa ter. Por exemplo, o prefeito de uma cidade pode querer ver a empresa ABC crescer porque trará empregos para a comunidade e, portanto, os eleitores terão maior probabilidade de reeleger esse prefeito.

Acionistas

estamos

acionistas

em uma corporação, mas as partes interessadas nem sempre são acionistas. Um acionista possui parte de uma empresa através da propriedade de ações, enquanto um interessado está interessado no desempenho de uma empresa por outros motivos que não apenas a valorização das ações.

As partes interessadas podem ser:

  • funcionários que, sem a empresa, não teriam emprego
  • obrigacionistas que desejam um sólido desempenho da empresa e, portanto, um risco reduzido de inadimplência
  • clientes que podem confiar na empresa para fornecer um bem ou serviço específico
  • fornecedores que podem confiar na empresa para fornecer um fluxo de receita consistente

Embora os acionistas possam ser as maiores partes interessadas porque os acionistas são afetados diretamente pelo desempenho de uma empresa, tornou-se mais comum que grupos adicionais também sejam considerados partes interessadas.

Responsabilidade social corporativa

O novo campo de

responsabilidade social corporativa

A CSR incentivou as empresas a levar em consideração os interesses de todas as partes interessadas durante seus processos de tomada de decisão, em vez de fazer escolhas baseadas apenas nos interesses dos acionistas. O público em geral é um desses interessados, agora considerado sob governança de RSE. Quando uma empresa realiza operações que podem aumentar a poluição ou remover um espaço verde dentro de uma comunidade, por exemplo, o público em geral é afetado. Tais decisões podem ser corretas para aumentar os lucros dos acionistas, mas eles podem ser impactados negativamente. Portanto, a RSE cria um clima para as empresas fazerem escolhas que protegem o bem-estar social, geralmente usando métodos que vão muito além dos requisitos legais e regulamentares.

Para ver mais, visite:

Qual é a diferença entre um acionista e uma parte interessada?

|

Investopedia