Quais são as propriedades que distinguem os compostos iônicos e moleculares?

Os compostos covalentes têm ligações onde os elétrons são compartilhados entre os átomos. Devido ao compartilhamento de elétrons, eles exibem propriedades físicas características que incluem pontos de fusão mais baixos e condutividade elétrica em comparação com compostos iônicos.


Biochar

é usado para melhorar o valor ambiental e agrícola. Entre em contato com a Prime Laboratories e obtenha o melhor biochar de qualidade com facilidade.

IONIC:

- metal + não metal

- alto ponto de fusão (sólido à temperatura ambiente)

- conduzir elétrons nas fases líquida e aquosa

MOLECULAR:

- não metais puros

- baixo ponto de fusão

- isoladores em todas as fases (não conduz eletricidade)

Eu acredito que isso cobre todas as partes da sua pergunta.

Quando você diz "molecular", presumo que você queira dizer "covalente", porque uma molécula de sal ainda é uma ligação molecular.

É uma questão de (principalmente) eletronegatividade. A tabela periódica apresenta tendências de eletronegatividade, com o canto superior direito (flúor, ~ 4) sendo o mais eletronegativo e o canto inferior esquerdo (francium, ~ 0) sendo o menos eletronegativo. Uma ligação iônica se forma quando a diferença na eletronegatividade é grande o suficiente para que um átomo retire todos os elétrons da valência que ele fará do outro. Este é um sal, como NaCl, que se dissocia em Na + e Cl-. Se a diferença na eletronegatividade é pequena, os átomos compartilham os elétrons na camada de valência, tornando-se covalentes. Os elétrons não são absorvidos por um único átomo, mas estão espalhados pela ligação. Como CH4. Cada hidrogênio compartilhará seu elétron com o carbono central e o carbono também compartilhará um de seus elétrons com o hidrogênio.

Lembre-se de que toda ligação possui uma mistura de caráter covalente e iônico, com a diferença na eletronegatividade determinando a extensão. Por exemplo, uma ligação carbonila (C = O) é principalmente covalente, mas os elétrons passam a maior parte do tempo em torno do oxigênio (mais eletronegativo), de modo que a ligação possui o que chamamos de "caráter iônico", iniciado pela polaridade da ligação.

Os compostos iônicos são mantidos juntos por ligações iônicas.

Exemplo como no sal, o cloreto de sódio, o íon sódio e o íon cloreto são mantidos juntos por ligações iônicas.

Os compostos moleculares são mantidos juntos por ligações covalentes.

Exemplo como em Água, óxido de hidrogênio, os 2 átomos de hidrogênio e o único átomo de oxigênio são mantidos juntos por ligações covalentes.

Os compostos iônicos têm altos pontos de ebulição.

Os compostos iônicos conduzem corrente elétrica.

Os compostos moleculares têm baixos pontos de ebulição.

Os compostos moleculares não conduzem corrente elétrica (exemplo de água destilada).

Nota: A água da torneira conduz corrente elétrica, pois há sais minerais presentes nela.

  1. Os compostos iônicos têm pontos de fusão mais altos que os compostos moleculares. Quando os compostos iônicos e moleculares derretem, os íons e moléculas superam as ligações iônicas correspondentes e as interações intermoleculares para se moverem de maneira aleatória. As ligações iônicas são mais fortes que a interação intermolecular; portanto, os compostos iônicos precisam absorver mais energia para romper as ligações iônicas durante a fusão e, portanto, possuem um ponto de fusão mais alto. Mas na fase líquida, as ligações iônicas e a interação intermolecular ainda são fortes o suficiente para reter os íons e moléculas correspondentes em um espaço confinado.
  2. Compostos iônicos são capazes de conduzir eletricidade em estados fundidos, mas compostos moleculares não. Como mencionado em (1), íons em compostos iônicos e moléculas em compostos moleculares se movem aleatoriamente na fase líquida. Agora, quando aplicamos um campo elétrico externo a compostos iônicos, os movimentos aleatórios de cátions e ânions são convertidos em seus próprios movimentos unidirecionais. Ou seja, os cátions carregados positivamente migram para o lado com menor potencial elétrico, enquanto os ânions migram para o lado com maior potencial elétrico. Como resultado, os compostos iônicos são capazes de conduzir eletricidade. Por outro lado, quando aplicamos um campo elétrico externo a compostos moleculares, as moléculas não se movem em movimentos unidirecionais porque não são carregadas.