Diferença entre o fermento de cerveja e o fermento de padeiro

Você poderia, mas ....

O fermento, como quase tudo o mais que produzimos para consumo, passou por centenas de anos de modificação para se adequar a um propósito. Até recentemente, isso envolvia reprodução seletiva; encontrando linhagens de leveduras que produziram os melhores resultados para o que as pessoas queriam fazer e dando a elas a chance de se reproduzir. Com os avanços da engenharia genética nas últimas décadas, surgiram leveduras muito robustas e incomuns. Algumas cepas de cerveja podem continuar trabalhando em um meio de fermentação com mais de 20% de álcool, níveis que inibem totalmente os que encontramos na natureza.

A levedura de cerveja foi selecionada para produzir um certo conjunto de sabores residuais e consumir alguns açúcares, mas não outros. Alguns funcionam melhor em temperaturas mais baixas, outros em temperaturas mais altas, e os objetivos são fermentar os açúcares até os níveis esperados enquanto produzem certas notas de sabor.

O fermento de pão tem uma finalidade diferente. As cepas que você encontrará em um pacote de Fleischmann são selecionadas para fermentar rapidamente, produzir bastante CO2 e dar ao pão um bom aumento em um período de tempo razoável. Os padeiros não têm o dia todo esperando a prova da massa de pão.

Assim, você pode usar o fermento de padeiro para fazer cerveja, assim como o fermento de cerveja para fazer pão, mas nos dois casos você provavelmente não ficará impressionado com os resultados.